_

Julho 19, 2011 § Deixe um comentário

 

 

 

 

“Uma criança perguntou O que é a erva?, trazendo-ma nas suas mãos cheias;

Como lhe poderia responder? Eu que não sei mais do que ela?

Talvez seja a bandeira da minha índole, de matéria verde tecida.

Ou talvez seja o lenço do Senhor,

Um perfumado tecido, uma lembrança que intencionalmente cai,

Com o nome do seu dono num dos cantos, para que ao vê-lo perguntemos De quem é?

Ou talvez a própria erva seja uma criança, um filho da vegetação.

Ou talvez um hieróglifo uniforme,

Algo que diz: por igual brotando em largos espaços e estreitos espaços,

Crescendo no meio de negros e brancos,

Entre os Kanuck e os Tuckahoe, entre os congressistas e os negros, a todos dou o mesmo e de todos recebo o mesmo.”

Walt Whitman (tradução de José Agostinho Baptista)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading _ at tempo comum.

meta