vagar

Agosto 2, 2012 § 1 Comentário

Vou de vacances.
Custa acreditar que seja verdade. Não sei porque estou a escrever isto. Sinto que tenho de exorcizar um sentimento de culpa irracional, mesquinho e escrupuloso.

Vou de vacances. Literalmente, vou vagar: deixar o lugar vago, esvaziar, dar espaço para…, andar, espalhar, circular, mexer-me pela força das ondas e do vento.

Apesar de algumas reacções de surpresa e de espanto, terei nove (9) dias úteis consecutivos de descanso. A única justificação que tenho de dar é a mim e a quem me quer bem: porque motivo estes são os primeiros desde o plistocénico superior?

Sarcasmo à parte, é mesmo verdade. Parece incorrecto neste ambiente de hipocrisia e de nacional-amesquinhamento que estamos a viver. Mas, haja alguém que me responda se a dignidade, o direito ao descanso e o respeito pelos limites de cada um, passaram a ser considerados bens de luxo. Durante muitos anos, respondi que sim. Infelizmente, não sou a única. Pelo menos desta vez, todas as pessoas com quem trabalho estarão a descansar nestes dias. É um privilégio, mas também um risco e um sinal.

Em nome do que me resta de produtividade, para o bem das pessoas que têm de viver comigo, estou oficialmente de vacances. Esta é uma das aprendizagens mais difíceis da minha vida.

Preciso e quero recuperar espaço para o verdadeiro Senhor e Dono da minha vida.

Vou vagar!!

Anúncios

§ One Response to vagar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

What’s this?

You are currently reading vagar at tempo comum.

meta